Tamara_Quírico.JPG

Tamara Quírico

Formada em Pintura pela Escola de Belas-Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2000). Mestre em História da Arte pela Universidade Estadual de Campinas (2003), e doutora em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009). Desenvolveu ainda pesquisa de pós-doutorado junto à Accademia di Belle Arti di Carrara, na Itália (2020). Leciona junto ao Departamento de Teoria e História da Arte da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, tendo sido coordenadora do Bacharelado em História da Arte entre 2016 e 2019. Entre 2019 e 2020 foi visiting scholar na Scuola Normale Superiore di Pisa, na Itália, desenvolvendo projetos interinstitucionais. Atualmente recebe a bolsa de produtividade “prociência”, da UERJ.

Dedica-se especialmente a pesquisas sobre a pintura italiana entre os séculos XIII e XV. É autora de diversos estudos relacionados a usos e funções das imagens cristãs, práticas devocionais e relações entre imagens cristãs na Europa e na América Espanhola. Dentre suas publicações, destaca-se o livro Inferno e Paradiso. As representações do Juízo Final na pintura toscana do século XIV (Editora da Unicamp, 2014). É membro do Comitê Brasileiro de História da Arte (CBHA), tendo ocupado sua vice-presidência entre 2017 e 2019.

E-mail

tamara.quirico@uerj.br

Projeto de pesquisa

JF Giovanni di Paolo.jpg

Título
Imagens cristãs. História, arte e práticas religiosas

Linha de Pesquisa

Arte e Recepção

Descrição

Este projeto pretende estudar imagens com temas cristãos realizadas em diversos contextos espaço-temporais. A intenção é analisar essas obras não somente do ponto de vista artístico, mas buscar compreendê-las também em termos religiosos e históricos. Essas imagens, de fato, possuem funções que são essenciais a qualquer obra com temática cristã: elas transmitem ideias e conceitos relacionados à cultura religiosa, desempenhando, dessa forma, papel primordial na doutrinação dos fiéis. Elas também inspiram práticas devocionais diversas, reforçando toda uma exegese que seria desenvolvida paralelamente dentro do contexto religioso. Deve-se considerar, por fim, que muitas dessas imagens poderiam desempenhar, além das funções religiosas, também outros papéis, como culturais e políticos, na medida em que, em sua maioria, se inseriam em contextos que iam muito além do religioso. É preciso ter em conta, nesse sentido, que não raro elas foram encomendadas por pessoas que buscavam, de algum modo, associar seu nome àquelas obras. Ademais, como a religião se ligava profundamente a instâncias diversas da vida social, percebe-se a importância que o estudo de imagens religiosas pode ter para a compreensão de contextos históricos diversos. Esse projeto contempla cinco linhas de pesquisa diversas, a saber: 1. Iconografia cristã; 2. História dos artistas; 3. História das imagens: arte e teologia; 4. História das imagens: funções e usos; 5. História das imagens: mecenato, mercado e circulação.